sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aniversário


                                                                             
Certamente primavera.
Talvez seja essa a primeira que em minha vida se anunciou.
E em seu breve anunciar, floresceu.
Em um instante qualquer, fora do tempo, dentro da época.
Como se fosse colheita da alma que amadureceu.

4 comentários:

Márcia disse...

Que lindo, Thaís. Muito especial este poema. Magnífico.
Beijos, Márcia.

Mirian disse...

Muitas primaveras pra você Thaís.
Floridas como este lindo ipê clarinho que vejo da minha janela.
Mirian

Thais Abrahão disse...

Nossa Miriam, que sintonia... Enquanto escrevia tinha na imaginação justamente um ipê!
Obrigada!

Mari disse...

simples, profundo e lindo!